A todos os servidores:
 

Na tarde de hoje, após apreciação dos embargos de declaração promovidos pela FASUBRA nos autos do processo de Dissídio de Greve que tramita pelo STJ, no qual liminarmente o Ministro Napoleão determinou que todos os servidores públicos federais das IFES retornassem imediatamente aos seus postos de trabalho, sob pena de seus sindicatos serem punidos com multa diária no importe de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), determinou que o Governo Federal inicieaté o dia 30/06/2014 uma reunião com todos os dirigentes sindicais para o restabelecimento do diálogo e das tratativas para a solução dos problemas da classe.

 

Importante ressaltar que o Ministro do STJ, Napoleão Nunes Maia Filho, além de reconhecer o direito de greve dos servidores públicos, colocou a administração pública em xeque, uma vez que, caso a mesma descumpra a determinação da iniciação das negociações até a segunda-feira próxima, a liminar será cassada e os Sindicatos da categoria poderão deliberar novamente sobre a deflagração de nova greve.

Além do mencionado acima, o Ministro Napoleão Nunes, proibiu qualquer corte de salário dos servidores referente ao tempo em que estavam de greve.

Informo ainda que a Assessoria Jurídica do SINDS-UFSJ, está acompanhando todos os passos processuais do referido Dissídio, para que todos os servidores possam ser informados em relação ao referido procedimento judicial.

 

Atenciosamente,
Marcus Vinicius Rozzetto Silva - Assessor Jurídico do SINDS-UFSJ.

Sindicato dos Servidores da UFSJ

Praça Frei Orlando, nº170, Centro

São João del-Rei (MG) 36307-352

Tel (32) 33721047 - (32) 33721047

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco