ALÉM DE DOAÇÕES, PROJETO “COMIDA DE VERDADE” GEROU RENDA PARA PEQUENOS AGRICULTORES DE SJDR



Durante os seis meses em que foi contemplado com o valor doado pelo Sinds-UFSJ, o projeto “Comida de verdade: gerando trabalho e renda e promovendo hábitos alimentares saudáveis" comprava as cestas produzidas pelas famílias da Associação dos Agricultores e Agricultoras Familiares Agroecológicos de São João del-Rei (AAFAS) e doava para as famílias do 14 catadores registrados na Associação dos Catadores de Material Reciclável de São João del-Rei (ASCAS).

O servidor responsável pelo projeto, Rafael Santos Silva, sinaliza que a ação, além de uma iniciativa de solidariedade, foi uma demonstração, tanto para os catadores quanto para os agricultores, de que os servidores da universidade estão disponíveis para ajudá-los e apoiá-los.

“A gente sabia que, naquele momento de maior fechamento, paralisação e isolamento das pessoas, as famílias que mais iriam sentir seriam as famílias mais vulneráveis. Então foi muito importante o sindicato ter aberto o edital e as pessoas terem contribuído”, avalai Rafael.

Os produtores da AAFAS passaram por um momento de dificuldade com a interrupção por tempo indeterminado da Feira Agroecológica, que acontecia no campus Santo Antônio da UFSJ, onde eles comercializavam os produtos deles. Ainda sim, os agricultores reduziram os preços dos produtos para que as cestas destinadas à ASCAS fossem mais completas.

“Achei (a ação) muito gratificante, porque você vê que foram vários setores da sociedade que se envolveram para que o projeto acontecesse, tanto os técnicos na hora de criar o edital, os outros técnicos que contribuíram com o valor, as famílias da ASCAS e as famílias dos agricultores, que muitas vezes venderam os produtos a preço quase de custo”, informa.

Mesmo com o fim do projeto, os agricultores da AAFAS continuam comercializando as cestas programadas, com alimentos totalmente orgânicos, em uma tentativa de continuar gerando renda para as famílias dos produtores.