Café Filosófico debate a saúde do trabalhador e os impactos da Reforma da Previdência


Aconteceu ontem (02) no Salão de Peteca do Campus Dom Bosco da UFSJ, o Café Filosófico Saúde do Trabalhador e Reforma da Previdência. O evento foi promovido em parceria com o Centro Acadêmico de Psicologia "Ana Regina Felipe Ziller", e reuniu técnico-administrativos, trabalhadores terceirizados e alunos para debater os impactos econômicos, sociais e principalmente, psicológicos na vida dos trabalhadores com a PEC 06/2019.


As consequências e efeitos na saúde mental do trabalhador foi ponto evidenciado na discussão pela doutora em psicologia do trabalho e professora do Departamento de Psicologia da UFSJ, Matilde Agero Batista. "Isso é uma questão de saúde pública... não estamos falando mais de ter ou não ter dinheiro para comprar um remédio, nós estamos falando de dignidade de vida e que se aprovada essa reforma vamos todos adoecer", enfatizou Matilde Agero, em sua apresentação.


Matilde ainda apresentou dados e evidenciou as mudanças efetivas de adoecimento e desgaste acumulativo do trabalho, que tendem a piorar e precarizar de forma ainda mais violenta a saúde do trabalhador.


Além dos aspectos psicológicos, a discussão apresentou dados e as tendências de precariedade dos arranjos de trabalho e quais os efeitos econômicos, como também os impactos diretos na vida dos servidores federais com os convidados Glauco Manuel dos Santos, do Departamento de Ciências Econômicas da UFSJ; e Jaqueline Tarôco da Divisão de Administração Pessoal/ Pró-Reitoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas da UFSJ. Ao final do evento, foi aberto debate para o público presente.


Confira a íntegra do debate aqui.

Confira a cobertura fotográfica aqui.



Assessoria de Comunicação SINDS-UFSJ

03/05/2019