COM APOIO DO SINDS, FÓRUM DE MULHERES DAS VERTENTES DOA ALIMENTOS E MATERIAIS DE LIMPEZA




Durante a pandemia da Covid-19, o Fórum de Mulheres das Vertentes, uma organização feminista criada pela sociedade civil, se empenhou em desenvolver ações de solidariedade às famílias vulneráveis da região. Uma dessas ações foi a doação de cestas contendo alimentos e materiais de limpeza para famílias comprovadamente necessitadas.


Contemplado no segundo edital solidário do Sinds-UFSJ, projeto "Ação de Solidariedade Social - Fórum Municipal das Vertentes" contribuiu com recursos para viabilizar algumas das doações. Duas das integrantes do Fórum, a arquiteta e urbanista Cassi Ane Pinheiro e a pedagoga Beatriz Guimarães contam que, no total, foram atendidas 108 famílias, totalizando 467 pessoas e 259 cestas.


“Com os recursos do Edital Solidário, foram atendidas cinco famílias (sendo uma delas bastante numerosa, com 11 pessoas), sendo distribuída uma cesta para cada núcleo familiar”, contam as integrantes do Fórum.


O contato entre o Fórum de Mulheres das Vertentes e o Edital Solidário foi estabelecido por meio da servidora Ana Cristina da Silveira, que é a sindicalizada responsável pela iniciativa.


A Ação de Solidariedade Social do Fórum atende famílias da região em situação de vulnerabilidade decorrente da pandemia de maneira personalizada, realizando uma escuta atenta das demandas das famílias, sempre priorizando ouvir as mulheres.


“Buscando compreender se existem também demandas não materiais, são montadas cestas básicas contendo produtos alimentícios e materiais de limpeza e higiene pessoal, proporcionais ao tamanho de cada núcleo familiar e buscando atender eventuais necessidades específicas”, ressalta Cassi Ane.


Os recursos utilizados para custear a ação são oriundos de editais solidários, como o do Sinds, de campanhas de instituições parceiras e também de doações recolhidas junto à sociedade civil.


“Entendemos que ações solidárias, em momentos emergenciais como da pandemia, demonstram, por parte do FMV e de muitas outras organizações existentes no município, a capacidade de reconhecer, solidarizar e buscar estratégias que possibilitem condições mínimas de sobrevivência para uma parcela expressiva de nossa população que exerce trabalho autônomo, informal e precarizado, mas também compreendemos que este é um dever do Estado”, destaca Beatriz, a pedagoga atua no grupo de escuta da Ação de Solidariedade do Fórum de Mulheres.


Para o movimento, esse cenário só evidencia a insuficiência da atuação do Poder Público Local, que detém o dever constitucional de prestar assistência social à população. O Fórum de Mulheres das Vertentes informa ainda que traçou inicialmente suas ações prevendo um tempo de cobertura de dois meses, tempo que entendia ser suficiente para que o poder público municipal pudesse se reorganizar e construir seu Plano de Ação para este momento emergencial.


“Contudo, estamos há quase 8 meses com as ações solidárias e as demandas das famílias, pela ausência do Estado, se mantêm. Uma situação que deveria ser breve passa a exigir uma ação permanente”, comentam as integrantes.



Sindicato dos Servidores da UFSJ

Praça Frei Orlando, nº170, Centro

São João del-Rei (MG) 36307-352

Tel (32) 33721047 - (32) 33721047

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco