top of page

SEMINÁRIO DISCUTE REESTRUTURAÇÃO DE CARREIRA



Na última sexta-feira (11), os GTs Carreira do Sinds-UFSJ, Sind-UFLA, a CIS/UFSJ e a CISTA/UFLA, promoveram o seminário “Que Carreira Queremos?”. A iniciativa foi destinada aos TAE´s da UFSJ e da UFLA e tinha como proposta apresentar e discutir a reestruturação da carreira do técnico administrativo das duas universidades.


Com a mediação do servidor da UFSJ, Denilson Ronan de Carvalho, o seminário aconteceu de forma online, e contou com a participação do autor da proposta dos TAE´s no Brasil Participativo, Breno Alves Cipriano, e da coordenadora do SINT-IFESgo, Fátima dos Reis.


Dando início ao encontro, a convidada Fátima dos Reis destacou a importância de lutar contra o Arcabouço Fiscal e a PEC 32/2020, proposta que estabelece limitações na área do setor público e salientou que “estes dois temas são prioridade absoluta para nós (servidores)”.


Em seguida, Fátima abordou a necessidade de pensar em um aprimoramento de carreira que atinja os atuais servidores, e não somente aqueles que entram após a reforma. Além disso, a convidada ainda falou sobre o acordo de greve de 2015, e como é preciso retomá-lo para dar continuidade ao debate que está sendo feito.


A próxima fala foi do convidado Breno Alves Cipriano, servidor público da UFCA, que trouxe a importância de unificar a categoria para a conquista de direitos: “Diferenças são normas, mas precisamos trilhar caminhos para que se avance junto enquanto categoria”; Breno complementou afirmando que “nosso real embate não é entre nós, mas sim na movimentação com o governo, pois é quando devemos mostrar nossa unidade e nossa força nas negociações”.


Breno apresentou ao público do seminário maiores detalhes sobre a proposta dos TAE´s no Brasil Participativo, projeto elaborado por ele. Durante a sua apresentação, o convidado destacou que além das lutas salariais, a proposta também traz lutas não salariais; sendo elas divididas em curto, médio e longo prazo.


Entre as lutas não salariais, Breno destacou as seguintes reivindicações:


- Paridade do voto nas universidades;

- Paridade de representação em conselhos e órgãos deliberativos;

- Garantia de acesso a cargos estratégicos;

- Instituição do TAE substitutivo em casos de licença e afastamento;

- Possibilidade de atuação em pesquisa e extensão, com acesso à bolsa dentro dos critérios de seleção;

- Instituição da data-base para negociação com a categoria;

- Implantação da jornada de trabalho de 30 horas semanais.


Durante a sua fala, Breno ainda abordou a necessidade de implementar o Reconhecimento de Saberes e Competências (RSC) e o Incentivo à Atividade Técnico-Administrativo em Educação (IATAE) como soluções para reduzir distorções dentro da carreira.


A servidora Danielle Ribeiro, membro do GT Carreira do Sind-UFLA, aproveitou o momento para apresentar as propostas de reestruturação elaboradas pelo grupo do sindicato, e convidou os presentes para contribuírem com a elaboração do documento.


Logo após as falas dos convidados, o seminário foi aberto para a participação do público presente. Os servidores manifestaram preocupação diante dos avanços das negociações com o governo, mas também elogiaram as falas de Fátima e Breno e as reflexões propostas pelo seminário.


O saldo final do evento foi o encaminhamento de várias deliberações e o consenso que a categoria precisa de um acordo urgente que será apresentado ao governo nas próximas semanas.

bottom of page